Mesmo com infraestrutura insuficiente, segmento de carga de projeto tem boas perspectivas, principalmente no setor eólico

Falta de calado ou de profundidade adequada, faixa portuária estreita e com pouco espaço para atracação de navios especializados em cargas de projetos são alguns dos principais entraves para o crescimento do setor de over-sized ou heavy-lift. Faltam ainda guindastes capazes de içar carregamentos superpesados e há equipamentos obsoletos ou inapropriados, entre outras precariedades. Mas não só no Brasil, pois os problemas são encontrados em várias portos e terminais portuários do mundo. As cargas heavy-lift envolvem quaisquer tipos que tenham dimensão ou peso acima do permitido para o embarque em contêineres, exigindo equipamentos especiais para todas as etapas da logística e de transporte, a exemplo de partes e peças de equipamentos industriais, guindastes, reatores, torres, geradores, transformadores, turbinas, pás eólicas e outros de grande porte.

Fonte: Portos e Navios – https://www.portosenavios.com.br/noticias/navegacao-e-marinha/mesmo-com-infraestrutura-insuficiente-segmento-de-carga-de-projeto-tem-boas-perspectivas-principalmente-no-setor-eolico?idU=1&utm_source=newsletter_10186&utm_medium=email&utm_campaign=noticias-do-dia-portos-e-navios-date-d-m-y

Fechar Menu