Venda de caminhões cresce 45,06% no Brasil em 2021

A venda de caminhões novos cresceu 45,06% no Brasil em 2021. Assim, de janeiro a novembro foram emplacadas 115.376 unidades. Ou seja, 35.841 a mais que no mesmo período de 2020. Entretanto, na comparação do mês passado (10.559 vendas) com outubro (11.086), houve queda de 4,75%. Os dados são da Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionárias de veículos no País.

Seja como for, na comparação com novembro de 2020, a venda de caminhões novos teve alta de 17,06%%. No acumulado de janeiro a novembro de 2021, a disputa pelo topo do ranking está bastante acirrada. A distância entre a primeira e a segunda colocada é de menos de 0,5%. De acordo com a Fenabrave, por ora a Mercedes-Benz lidera, com 29,59% de participação.

Pesados detêm 50,80% da venda de caminhões novos
De janeiro a novembro de 2021, a venda de caminhões pesados representa 50,80% do mercado total. Logo depois vêm os semipesados, com 26,37%. Em terceiro lugar estão os leves, com 9,49% e, em quarto, os médios, com 8,81%. Por fim, os semileves fecham a lista com 4,53% dos emplacamentos.

Ao passo que, por modelo, o líder é o Volvo FH 540, que soma 7.945 emplacamentos de janeiro a novembro de 2021. Em seguida vem o Scania R 450, com 6.047 vendas. Na terceira posição está o Volkswagen Delivery 11.180, com 5.550 emplacamentos. Na quarta posição está o DAF XF, que teve 4.884 vendas no período.

Da mesma forma como a venda de caminhões novos, a de implementos rodoviários está em alta. Assim, no acumulado de janeiro a novembro de 2021, foram emplacadas 82.244 unidades. Ou seja, a alta em relação ao mesmo período de 2020 foi de 36,99%. Nos 11 meses do ano passado foram vendidos 60.037 equipamentos no País.

Venda de ônibus ainda não se recuperou
Em contrapartida, a venda de ônibus ainda está patinando no Brasil. De janeiro a novembro de 2021, foram 16.229 emplacamentos. No mesmo período de 2020, o mercado comprou 16.668 ônibus. Assim, a retração foi de 2,63%.

Do mesmo modo, houve queda de 21,39% na comparação entre novembro de 2021 e novembro de 2020. Ou seja, os emplacamentos foram de, respectivamente, 1.371 e 1.744 unidades. Porém, na comparação com outubro deste ano, quando foram vendidos 1.199 ônibus, houve alta de 14,35%.

FONTE: Estradão – https://estradao.estadao.com.br/caminhoes/venda-de-caminhoes-cresce-4506-no-brasil-em-2021/

Fechar Menu