Terminais portuários em dois estados do Nordeste terão cerca de R$ 222 milhões de investimento privado

Leiloados nesta sexta-feira (5) pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, os terminais portuários MAC13, no Complexo Portuário de Maceió (AL), e o salineiro de Areia Branca (Tersab), no Rio Grande do Norte, terão R$ 221,86 milhões em investimentos privados garantidos nos próximos anos.

Parte da Super Infra, o arremete ocorreu na Bolsa de Valores de São Paulo (B3). A Empresa Alagoana de Terminais Ltda., vai administrar o terminal no Porto de Maceió, e o Consórcio Intersal fica com o Tersab. Respectivamente, os valores de outorga foram de R$ 15 mil e R$ 100 mil.

“Estamos trazendo uma infraestrutura mais adequada, contratos que vão trazer segurança jurídica e mais investimentos”, afirmou o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários do MInfra, Diogo Piloni. Segundo o secretário, a concessão à iniciativa privada dos dois terminais vai ajudar de Alagoas e Rio Grande do Norte.

Destinado à movimentação e armazenagem de granéis sólidos minerais, especialmente sal marinho, o Tersab está localizado no Complexo Portuário de Areia Branca, e tem área de 35.114m². Estima-se que serão gerados 2.526 empregos ao longo dos 25 anos de contrato. Os investimentos girarão em torno de R$ 164,1 milhões. A expectativa de movimentação é de 69,3 milhões de toneladas.

Já o MAC13 de Maceió foi arrematado tem vocação para movimentar e armazenar granel vegetal, especialmente o açúcar, uma das commodities agrícolas mais consumidas e comercializadas do mundo e cujo líder mundial de produção e exportação é o Brasil. A expectativa de movimentação é de 25 milhões de toneladas durante os 25 anos de contrato. A área possui 71.262m². Os investimentos girarão em torno de R$ 57,8 milhões.

SUPER INFRA – A temporada de leições começou em 5 de novembro, com a disputa pela relicitação da rodovia Dutra, em conjunto com a Rio-Santos. Em 19 de novembro, a Super Infra continua com o leilão de duas importantes áreas destinadas a combustíveis no Porto de Santos (STS08 e STS08A), somando quase R$ 1 bilhão em investimentos em uma área total de cerca de 450 mil metros quadrados. No mesmo dia, outros quatro terminais portuários vão a leilão nos estados da Paraíba, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Para fechar a temporada em grande estilo acontece outro importante leilão rodoviário: o das rodovias BRs-381/262/MG/ES. Um total de mais R$ 7 bilhões de investimentos para colocar fim aos pontos críticos de uma das rodovias mais perigosas do país. Um projeto que atraiu tanto o interesse de investidores que obrigou o Governo Federal a esticar o cronograma até o pleito que acontecerá dia 20 de dezembro.

A concessão abrange mais de 670 quilômetros de pistas, com a duplicação de 402 quilômetros e outros 360 de faixas adicionais e vias marginais, além de centenas de retornos, correções de traçado e passarelas, para atender diferentes setores de Minas Gerais – inclusive a região do Vale do Aço – e Espírito Santo.

Desde 2019 até aqui, quase R$ 90 bilhões já foram contratados para o incremento da logística nacional com as concessões de 34 aeroportos, seis rodovias, seis ferrovias – entre concessões, renovações e investimento cruzado –, 31 arrendamentos, além de autorizações para 99 terminais de uso privado.

FONTE: Ministério da Infraestrutura – https://www.gov.br/infraestrutura/pt-br/assuntos/noticias/2021/11/terminais-portuarios-em-dois-estados-do-nordeste-terao-cerca-de-r-222-milhoes-de-investimento-privado

Fechar Menu