Não há solução fácil para o custo dos combustíveis

Não há solução fácil para o custo dos combustíveis

Renovamos no mês de julho o maior valor nominal em reais para o petróleo, com impacto direto na inflação. A combinação de moeda desvalorizada com petróleo em alta é explosiva, fazendo ressurgir o trauma da greve dos caminhoneiros, e afeta toda a economia do país, pressionada pelo custo dos combustíveis.

Na primeira semana do mês, os membros da OPEP+, entidade que reúne principais países produtores de petróleo do mundo, não entraram em consenso sobre o aumento da produção que poderia reduzir os preços da commodity no mercado internacional.

Nos últimos 12 meses, a gasolina teve uma alta acumulada de 45% e deve continuar aumentando, haja vista que a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom) indica defasagem entre os preços praticados pela Petrobras e o mercado internacional, mesmo com reajustes da primeira semana de julho.

Matéria completa em: https://valor.globo.com/opiniao/coluna/nao-ha-solucao-facil-para-o-custo-dos-combustiveis.ghtml

FONTE: Valor Econômico

FOTO: Carro foto criado por jcomp – br.freepik.com

Fechar Menu