Mesmo com altas recentes, importadores apontam defasagem nos combustíveis

Os preços de gasolina e diesel vendidos pela Petrobras a distribuidoras estão abaixo do mercado internacional, de acordo com Sérgio Araújo, presidente-executivo Abicom (Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis).

O executivo apontou a defasagem no preço em entrevista ao Poder360. Segundo cálculos recentes da entidade, a gasolina está 11% abaixo do preço em relação aos valores praticados no Golfo do México nos Estados Unidos. No caso do diesel, a diferença apontada é de 17%.

A Petrobras aumentou os preços da gasolina e do gás de cozinha do sábado, 9. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), defende mudança nas regras do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) para baixar o preço dos combustíveis. A defasagem é a razão, segundo Araújo, para que 83% das importações em agosto tenham sido feitas pela Petrobras.

“Não vale a pena para ninguém importar. A Petrobras está recorrendo ao mercado externo para evitar o desabastecimento. Entretanto, vende abaixo do custo. O Conselho da empresa vai ter que analisar isso”, afirmou o representante dos importadores.

FONTE: Frota&cia – https://www.frotacia.com.br/mesmo-com-altas-recentes-importadores-apontam-defasagem-nos-combustiveis/

Fechar Menu