Índice ABCR apresenta alta de 2,1% em março

O índice ABCR referente a março de 2022 apresentou alta de 2,1% no comparativo com fevereiro, considerando os dados dessazonalizados. Mantida a comparação mensal dessazonalizada, o índice de fluxo pedagiado de veículos leves apresentou alta de 2,7%, enquanto o índice de pesados cresceu 0,5%.

Comparado ao mesmo período de 2021, o índice total aumentou 22,2%, impulsionado, em grande medida, pela alta de 31,4% de leves e, em menor medida, pelo crescimento de 2,2% de pesados.

Nos últimos 12 meses, o índice total acumula avanço de 11,9%, fruto do aumento de 14,1% dos veículos leves e 6,1% de pesados.

O fluxo de veículos pesados apresentou recuperação nos últimos dois meses, sinalizando, porém, menor dinamismo ao longo das últimas pesquisas. “Tal desempenho está associado à conjuntura adversa do setor industrial, tanto do ponto de vista da produção, – com aumento de custos dos insumos e logísticos – como da demanda, considerando que parte das famílias de maior classe de renda têm direcionado maior parte dos seus recursos para serviços (como bares e restaurantes, antes operando parcialmente), enquanto as famílias de menor rendimento foram desproporcionalmente afetadas pelas pressões inflacionárias”, comenta o analista de Macroeconomia e Política da Tendências Consultoria, Thiago Xavier.

O índice que mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas é construído pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias-ABCR juntamente com a Tendências Consultoria Integrada.

Fonte: Frota&cia – https://www.frotacia.com.br/indice-abcr-apresenta-alta-de-21-em-marco/

Fechar Menu