Ministro da Infraestrutura recebe representantes da NTC&Logística em audiência

Ministro da Infraestrutura recebe representantes da NTC&Logística em audiência

O presidente da NTC&Logística, Francisco Pelucio esteve em Brasília, em audiência com o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

A reunião teve como objetivo discutir pautas importantes sobre o segmento, como as concessões de rodovias, implantação de pedágios e tecnologias para buscar menores tarifas para o usuário.

Na oportunidade, também comentaram, juntamente com Martin Rojas, Conselheiro Sênior para as Américas da IRU, via videoconferência, a adesão do Brasil a Convenção de Transporte de Cargas da IRU, com a implantação do Convênio TIR no transporte internacional, que é um sistema de trânsito aduaneiro internacional com facilidade máxima para movimentar mercadorias. A equipe da entidade na pessoa da Ana Taliberti, Consultora Jurídica de Serviços de Trânsito da IRU (via videoconferência) e Lucas Lagier, Gerente Sênior de Serviços de Trânsito (via videoconferência), também acompanharam a conversa.

Outros representantes do Minfra também participaram ativamente das reuniões, como Marcello da Costa Vieira, Secretário Nacional de Transportes Terrestres, Marcelo Sampaio, Secretário Executivo, Helder Gonzales, Chefe da Assessoria de Assuntos Institucionais;
Alan Macabeu, Assessor do Ministro.

Também acompanharam o encontro, Vander Costa, presidente da CNT, Eduardo Rebuzzi, Vice-Presidente da NTC e presidente da Seção de Cargas da CNT; Danilo Guedes, Vice-Presidente Extraordinário das Relações Internacionais entidade; Roberto Mira, Vice-Presidente Extraordinário de Segurança; Edmara Claudino dos Santos, Diretora-Executiva; Marcos Aurélio Ribeiro, Diretor-Executivo Jurídico (via videoconferência). Marcelo Rodrigues, Diretor Financeiro, e Gabriel Valderra, Assessor.

“O encontro foi muito produtivo, fomos muito bem recebidos pelo Ministro e toda a sua equipe, acreditamos que em breve teremos resultados positivos deste encontro, para fortalecer ainda mais o transporte de cargas”, destacou Pelucio.

FONTE: NTC

Fechar Menu