DNIT participa de evento de combate à corrupção realizado no Ministério da Infraestrutura

DNIT participa de evento de combate à corrupção realizado no Ministério da Infraestrutura

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, destacou nessa quarta-feira (24) a ousadia e o compromisso da pasta com o combate à corrupção ao criar uma área específica de integridade profissional. A declaração ocorreu no encerramento do Circuito Radar Anticorrupção, promovido pela Subsecretaria de Conformidade e Integridade do MInfra e com participação do ministro da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosario. No encontro também participaram o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Santos Filhos, e diversos Superintendentes Regionais da autarquia, por videoconferência.

“Criar uma área de integridade, sem dúvida, é uma ousadia na gestão pública. O MInfra se transformou em referência no combate à corrupção, com a conscientização dos atores envolvidos na gestão pública e tolerância zero com desvios éticos. É um compromisso nosso em manter esse trabalho”, afirmou.

Responsável pela abertura do evento, o secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, apontou a agenda da integridade desde 2019 como uma das prioridades da pasta. “Temos o maior orçamento discricionário da Esplanada e é nossa responsabilidade sermos referência na sua gestão dentro dos princípios éticos e de boas práticas”, afirmou.

“Estaremos sempre juntos com a nossa alta administração implantando boas práticas e passando uma mensagem de mudança de cultura. Nosso objetivo é tornar nosso ministério um protagonista na temática de combate à corrupção”, declarou a subsecretária de Conformidade e Integridade do MInfra, Fernanda Costa de Oliveira.

Capacitação – A primeira apresentação foi feita pelo secretário federal de Controle Interno (SFC), Antonio Carlos Bezerra Leonel, que mostrou um panorama de diretrizes formuladas pela CGU para capacitar líderes e suas respectivas equipes sobre como detectar e prevenir ações de corrupção dentro de princípios éticos e de boas práticas.

Logo depois, o diretor de Promoção da Integridade da CGU, Pedro Ruske, falou sobre a importância do programa de integridade e seu propósito de promover a mudança de cultura nas gestões, sobretudo na relação público-privada, a qual deve ser pautada na confiança e conscientização de seus integrantes.

FONTE: DNIT   

Fechar Menu